Siga nossas redes sociais

Outros Games

Cheaters Suspeitos de Call of Duty: Warzone estão sendo isolados “in-game”

Publicado

em

Não faz muito tempo, noticiei (aqui no The Game Times) que Call of Duty: Warzone estava passando por sérios problemas com o alto número de cheaters participando das disputas. Na ocasião, pontuei que o número de contas banidas já superava a marca de 50 mil.

Bem, os problemas com os cheaters continuam, o número de contas banidas já superou a marca de 70 mil e o crossplay foi desativado por alguns jogadores. Enfim, a situação está tão complicada que a Infinity Ward resolveu bolar um novo plano de ação, para eliminar os trapaceiros… vamos conferir essa história?

Cheaters Suspeitos jogarão apenas entre eles

Foi por meio do Twitter que a Infinity Ward, desenvolvedora do game, anunciou algumas novidades para Call of Duty: Warzone. Além da adição de novos sistemas de segurança, um “matchmaking diferenciado” foi adicionado ao jogo. Confira o tweet…

 

 

Conforme pôde notar, no trecho “updated matchmaking to match suspected cheaters together”, a empresa deixa claro que o matchmaking irá colocar, em uma mesma disputa, apenas os players que estão sendo investigados.

De certo modo, essas disputas serão uma forma de isolar os cheaters, forçando-os a provarem do próprio veneno e dando à Infinity Ward uma chance para analisar as performances desses suspeitos, com vistas a definir se eles são, de fato, cheaters ou não.

Outra medida importante foi a adição da função “report-a-player”. Por meio dessa solução, os jogadores honestos poderão reportar comportamentos suspeitos e acionar um alerta para a desenvolvedora.

Call of Duty: Warzone, um reduto de cheaters

Em um relatório liberado no mês março, a Infinity Ward anunciou que havia banido 50 mil contas do jogo. No relatório mais recente, esse número aumentou para 70 mil.

Como a empresa havia indicado, a tolerância, em relação ao cheaters, é zero. E isso pode ser verificado na queda do número de contas banidas, que passou de 50 mil para 20 mil, em um período de um mês.

Ainda assim, Call of Duty: Warzone continua sofrendo com os players trapaceiros e tendo seu gameplay prejudicado por eles. Por conta disso, é bom saber que a Infinity Ward continua com a sua “caça às bruxas”, visando garantir um ambiente justo e divertido para todos. Resta agora aguardar pelo próximo relatório, para saber o quanto essas novas medidas foram bem-sucedidas. Até a próxima…

Saudações! Sou Yohan Bravo, tenho 29 anos e sou Ghostwriter por escolha. Escrevo sobre o que amo: games, animes e mais uma série de coisas. Vez ou outra, escrevo sobre os meus devaneios e crio letras de músicas jamais cantadas.

Nosso canal no Youtube

Posts Recentes

Trending