Terça-Feira, 02 de Junho de 2020
Notícias sobre Games e e-Sports



FURIA Esports vence o MIBR e elimina os conterrâneos no primeiro evento de qualificação para o Major de 2020

O MIBR precisava da vitória, ou apenas de uma combinação de resultados para se classificar, mas no fim, a popular…

Por André Ribeiro , em CS:GO , data: 4 de maio de 2020 Tags:, , , ,

O MIBR precisava da vitória, ou apenas de uma combinação de resultados para se classificar, mas no fim, a popular equipe brasileira acabou sendo eliminada.

FURIA e MIBR enfrentaram-se neste domingo (03), pela última rodada da fase de grupos do primeiro evento de qualificação para ESL One Major Rio. A FURIA, líder do grupo B e já classificada para os playoffs, venceu a equipe de FalleN e companhia pelo placar de 2-0, parciais de 16-14 (Inferno) e 16-10 (Vertigo).

A equipe do MIBR precisava torcer para a vitória da Bad News Bears contra a Envy para classificar, mas, acabou não acontecendo. A Envy venceu por 2-0 e classificou-se para os playoffs, com FURIA e Team Liquid.

MIBR-VS-FURIA

Mapa Inferno: FURIA 16 – 14 MIBR

O primeiro mapa foi escolha da MIBR, que mostrou força ao vencer o round pistol com uma entrada segura no bomb A. Porém, a FURIA logo descontou vencendo o round forçado em sequência, colocando emoção ao confronto brasileiro logo nos primeiros minutos.

O equilíbrio das equipes desde o início já mostrava que o embate seria pegado até o fim. Nenhum dos dois times conseguiu abrir uma vantagem considerável no placar durante o primeiro half. O MIBR foi superior, mas, o máximo que conseguiram, foram 3 rounds de diferença, o que perdurou até o fim da primeira metade, quando eles, do lado terrorista, venceram por 9-6. O destaque fica por conta de kNgV, que atuando numa função diferente da comum, mais como um entry, conseguiu diversas vezes abrir espaço para as entradas do MIBR, principalmente no bomb A.

No round pistol da segunda metade, o MIBR apostou numa estratégia de rush pelo meio, para surpreender a FURIA. A jogada até funcionou por hora, quatro jogadores da FURIA foram eliminados, restando apenas o HEN1 contra três jogadores do MIBR. Nada que abalasse o Jacaré que, inspirado, com 14 kills no mapa, garantiu o clutch e colocou a equipe de volta na partida.

Outra vez, nenhuma das equipes conseguiu colocar uma vantagem ampla no placar. O equilíbrio era visível e o resultado final uma incógnita. FalleN e kNgV, por parte do MIBR, tentavam manter o sonho vivo no mapa, tentando avanços e pescadas estratégicas para surpreender a equipe adversária. Por outro lado, KSCERATO e HEN1 comandavam o lado terrorista executando boas chamadas para invasões nos bombs e mira muito calibrada, abrindo espaço importante para a virada no jogo.

A partida teve seus momentos de decisão a partir do round 28, quando o placar marcava 14 a 14. A FURIA, num forçado, conseguiu a invasão no bomb B, o plant da C4 e a eliminação dos cinco jogadores da MIBR, quebrando a economia dos contra-terroristas e deixando mais fácil o round seguinte, que garantiu a vitória por 16 a 14.

Vale destacar a efetividade de KSCERATO na partida. O player terminou o confronto com 34 abates e apenas 18 mortes, ao todo dos 30 rounds, além de um ADR de 102, o que foi importante para a vitória no mapa de escolha do MIBR.

Mapa Vertigo: FURIA 16 – 10 MIBR

A MIBR precisava urgentemente da vitória no segundo mapa para aumentar a pequena porcentagem de chance de classificação que tinham no momento. A briga da FURIA era para manter a invencibilidade no torneio, visto que já haviam vencido os quatro confrontos que tiveram no grupo.

Vertigo era o mapa de escolha da FURIA e o início foi bastante equilibrado. O MIBR começou com vantagem nos dois primeiros rounds, dando um pouco mais de esperança de classificação aos jogadores e torcida. Mas, logo na sequência, a FURIA voltou para o jogo e conseguiu equilibrar as ações.

As duas equipes seguiram intercalando rounds, deixando o jogo agradável para quem assistia e tenso para quem participava. Os dois entrys, arT do lado da FURIA e kNgV pelo MIBR, abusavam dos avanços pelo mapa, surpreendendo o adversário e sendo responsáveis pelo equilíbrio na partida.

A prova desse equilíbrio pôde ser vista no final do primeiro half, quando a FURIA fechou o placar em 8 a 7, pelo lado contra-terrorista. Destaque para arT e yuurih que juntos somavam 30 kills. Por parte do MIBR, kNgV era o que apresentava o maior número de abates, com 14.

No início da segunda metade, a FURIA começou a mostrar o porquê da escolha do mapa. O lado terrorista encaixou e a equipe chegou a fazer seis rounds em sequência, até que o MIBR quebrasse o ímpeto do adversário com três rounds seguidos.

Mas, infelizmente para os torcedores do mais popular dos times brasileiros, foram apenas os três que eles fariam na segunda metade. Após um pause tático, a equipe da FURIA conseguiu os dois rounds restantes que precisavam para a vitória na partida, fechando o confronto em 16 a 10.

A equipe da FURIA não só manteve a invencibilidade na fase de grupos da ESL One: Road to Rio, como também continua sem perder para o MIBR. Em seis séries, foram seis vitórias da FURIA contra os rivais, desta vez, o resultado positivo foi crucial para a eliminação dos conterrâneos na competição.

Próximos passos

A FURIA segue na competição e aguarda o vencedor do confronto entre 100 Thieves e Team Liquid que acontece nesta quinta-feira (7). Já o MIBR, aguarda até o dia 20, quando enfrenta a própria FURIA pelo campeonato Dreamhack Masters Spring 2020.

Compartilhe isso...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email