Sábado, 07 de Dezembro de 2019
Notícias sobre Games e e-Sports


Griffin E-sports sofre investigações

A Associação de Esportes Eletrônicos da Coreia (KeSPA) e as filiais sul-coreanas e chinesas da Riot Games estão investigando a…

Por Sandy , em Outros Games , data: 22 de outubro de 2019 Tags:,


A Associação de Esportes Eletrônicos da Coreia (KeSPA) e as filiais sul-coreanas e chinesas da Riot Games estão investigando a equipe sul-coreana Griffin depois que o do ex-treinador Kim “cvMax” Dae-ho ter feito algumas reclamações sobre o time da Griffin.

Riot Game abre investigações contra Griffin

As investigações começaram depois que cvMax afirmou no início desta semana, durante uma transmissão ao vivo na afreecaTV, que a equipe trabalhou de forma errada a transferência de seu caçador substituto, Seo “Kanavi” Jin-hyeok, para o time chinês JD Gaming.

CvMax alegou que, depois que o time emprestou Kanavi à JD Gaming em maio, a equipe chinesa conversou com o jogador para que ele assinasse com o time em período integral.

Por conta disso, o diretor da Griffin, Cho Gyu-nam, teria acusado Kanavi de interferência e o ameaçado até que ele assinasse um contrato de cinco anos com a JD Gaming.

Este contrato recompensou a Griffin com uma multa rescisória de ₩ 1 bilhão (cerca de 3,48 milhões de reais) e deixou Kanavi com um salário de aproximadamente US$ 170 mil (ou 699 mil reais), ainda de acordo com o técnico.

Outra acusação feita pelo técnico foi sobre as más condições de trabalho que os jogadores substitutos, incluindo Kanavi e outros, estavam submetidos.

Os jogadores substitutos não tinham cadeiras para sentar enquanto treinavam, comiam sobras dos jogadores iniciantes e não podiam pedir delivery de comida durante a noite.

Em várias entrevistas durante o Campeonato Mundial de League of Legends a última semana, os jogadores denunciaram a alegação inicial de cvMax de que ele foi maltratado durante sua demissão da Griffin.

Seo Kyung-jong, CEO da Still8 (empresa-mãe da Griffin), pediu desculpas na sexta-feira para cvMax e aos jogadores da Griffin e disse que a Still8 vai abrir uma investigação interna sobre o manuseio da transferência pelo diretor Cho.

Seo disse que a Still8 participará de forma proativa das investigações conduzidas pela Riot Games e a KeSPA.

CvMax foi demitido da Griffin em 25 de setembro, apenas uma semana antes do início do Mundial em Berlim. O técnico afirmou durante sua transmissão que sua demissão ocorreu após desentendimentos entre ele e Cho quando o time não conseguiu vencer o Summer Split deste ano da LCK.

Compartilhe isso...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email