Siga nossas redes sociais

Outros Games

Nintendo cancela grande torneio da comunidade de Super Smash Bros.

Publicado

em

Dentre todas as grandes empresas do mundo dos games, a Nintendo é a mais rígida, quando o assunto é a proteção das suas propriedades intelectuais. E não são poucos os casos que provam isso.

Porém, dessa vez, a empresa acabou, em prol da defesa das suas IPs, criando uma grande animosidade junto aos seus próprios fãs. Pois é! Para proteger o incrível Super Smash Bros., a gigante japonesa acabou forçando o cancelamento de um dos principais eventos competitivos relacionados ao game… vamos entender essa história?

O cancelamento do evento The Big House

The Big House

Para quem não conhece, o evento The Big House é um dos mais importantes dentro do cenário competitivo de Super Smash Bros. O torneio é organizado pela própria comunidade do jogo e não recebe nenhum tipo de apoio da Nintendo.

Aliás, foi por não receber esse apoio que os organizadores decidiram utilizar um emulador chamado Slippi, para poder garantir uma performance mais adequada no modo multiplayer online, viabilizando assim as disputas que, por conta do COVID-19, não poderão ser realizadas de forma presencial.

No entanto, ao tomar ciência da utilização dessa ferramenta, a Nintendo resolveu intervir e, no fim das contas, o torneio teve que ser cancelado. De acordo com as informações, a empresa japonesa notificou os organizadores em um primeiro momento, mas teve que ser forçada a tomar medidas mais drásticas, após ter seu pedido ignorado.

Sobre o pedido amigável, representantes da empresa declararam: “eles se recusaram, deixando a Nintendo sem escolha a não ser intervir para proteger sua propriedade intelectual e marcas. Não podemos tolerar ou permitir a pirataria de nossa propriedade intelectual”.

A repercussão do cancelamento

Como não poderia deixar de ser, o cancelamento do evento acabou deixando muita gente furiosa. Nesse sentido, até mesmo alguns players profissionais e streamers, que iriam participar do torneio, não pouparam palavras para criticar a decisão tomada pela Nintendo…

“A Nintendo usará as marcas que os players criaram com muito esforço para promover seus novos games. Daí, eles não apenas não nos ajudam a crescer, eles nos impedem, ativamente, de crescer por nossa conta”, declarou Hugo “HugS86” Gonzales (jogador profissional de Smash Bros.).

Outros membros da comunidade também ficaram furiosos com a ocorrência e, dentre outras coisas, declararam publicamente que estavam oferecendo seu apoio aos organizadores da competição.

Em resposta, a Nintendo afirmou que agradece o amor e a dedicação da comunidade em relação ao jogo, mas pontuou que, devido ao fato de o evento fazer uso de programas que necessitam de cópias não oficiais do jogo, ela foi forçada a intervir e cancelar o campeonato.

Resumindo, mais uma vez, a Nintendo mostra sua “linha dura”, no que diz respeito às suas propriedades. E, claro, conhecendo a empresa e sua forma de atuar, é muito improvável que todos os apelos da comunidade tenham algum efeito, salvo se a questão da utilização dos emuladores for resolvida. Temos que ficar de olho no desfecho dessa história. Até a próxima…

Saudações! Sou Yohan Bravo, tenho 29 anos e sou Ghostwriter por escolha. Escrevo sobre o que amo: games, animes e mais uma série de coisas. Vez ou outra, escrevo sobre os meus devaneios e crio letras de músicas jamais cantadas.

Nosso canal no Youtube

Posts Recentes

Trending