Siga nossas redes sociais

Outros Games

Novo perfil dos jogadores brasileiros cria um mundo de oportunidades para a indústria dos games

Publicado

em

joystick-gamer

A 7ª edição da Pesquisa Game Brasil 2020 (PGB20) é uma pesquisa quantitativa realizada por uma parceria entre Sioux Group, GoGamers, Blend New Research e ESPM. O levantamento contou com respostas de entrevistados do Brasil e de outros países da América Latina, com o objetivo de entender o comportamento do público relacionado ao contexto dos games. 

A versão da pesquisa para o Brasil entrevistou 5.830 pessoas por meio de um questionário estruturado quantitativo. Para tal, foram escolhidos representantes de todos o país, com porcentagens maiores nos estados de São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. As perguntas foram aplicadas do dia 1 a 16 de fevereiro de 2020. 

A Pesquisa Game Brasil apresenta uma série de dados que trazem insights fundamentais para o mercado de games, abrindo a possibilidade para a expansão dos negócios da indústria. Confira alguns deles:

O público feminino

De acordo com a 7ª edição da PGB, 53.8% das pessoas entrevistadas se declararam como pertencentes ao sexo feminino. A pesquisa seguiu a proporção brasileira, que conta com cerca de 52% da população formada por mulheres. Porém, de acordo com a pesquisa, apenas 23.3% das mulheres se consideraram gamers, contra 43.8% dos homens. 

Tal identificação não está relacionada à frequência de uso ou ao gosto pelos jogos, mas sim pelo reconhecimento como pertencente à uma cultura gamer, classificação feita pela própria pesquisa, dividindo os entrevistados entre hardcore gamers e casual gamers

mulheres-gamers

A questão da dificuldade de se identificar com a cultura gamer se relaciona com discussões sobre os problemas de machismo no meio. Portanto, apesar das mulheres serem maioria no mundo dos jogos, são minoria no universo gamer, visto o afastamento provocado pela própria estrutura.

Independente do foco nas mulheres gamers ou nas jogadoras casuais, a indústria pode investir na criação de games para o público feminino, não reforçando esteriótipos de temas (mulheres não querem, necessariamente, jogar títulos de beleza ou moda, por exemplo), mas sim veiculando uma comunicação que ‘abrace’ as mulheres aficionadas por jogos e as inclua no universo gamer.

Jogos simples para passar o tempo

No total geral, independentemente do sexo, 33.5% dos entrevistados se identificaram com a cultura hardcore gamer. Porém, o número de pessoas que afirmaram jogar algum game eletrônico foi quase o dobro: 73.4%. Apenas 13.5% do público citou não ter o costume de jogar, nem mesmo com opções físicas de jogos. 

Com tais dados, a pesquisa mostra que o costume de jogar entrou na cultura brasileira, não apenas de maneira única, mas também como uma segunda tela. Segundo a PGB, 41.8% das pessoas jogam enquanto assistem TV, 40% enquanto ouvem música e 38% enquanto navegam pela internet.

futebol-mobile

Assim, os dados mostram que enquanto os aficionados por games aumentam de número, também crescem os fãs esporádicos, que gostam de curtir um jogo sem tanta ‘devoção’. É por tal motivo que as lojas de aplicativos contam com joguinhos donos de milhões e milhões de downloads; o que deve continuar, principalmente com a melhora constante dos gráficos e da jogabilidade. 

Jogos físicos transformados para o digital

De acordo com a PGB 20, 32.2% dos entrevistados declararam o interesse por jogos de cartas. Paralelamente, 73.4% das mais de 5 mil pessoas contatadas relataram o gosto por jogos eletrônicos, sendo o smartphone o principal dispositivo para 52% dos jogadores. Cruzando os dados, percebe-se que o mercado de carteado para jogos mobile encontra um terreno fértil de acordo com o atual perfil brasileiro.

A demanda resultou em um crescimento de 150% do número de mesas online entre janeiro e maio de 2020. Na onda do mobile, sites como o Replay Poker, que oferecem jogos gratuitos de poker, têm apostado em plataformas responsivas e facilmente acessíveis pelos dispositivos móveis. Com isso, o objetivo é trazer o mundo das cartas cada vez mais para os celulares dos aficionados pelos jogos.

poker-table

Outros jogos físicos também podem passar por adaptações para suas versões online, visando conquistar um público maior e facilitar o acesso. É o caso de opções como xadrez, truco e cacheta. Atualmente, já existem aplicativos para download, porém, os desenvolvedores ainda precisam apostar em versões cada vez mais próximas da realidade para incentivar as pessoas a se divertirem com os games nos celulares e nos smartphones.

Parcerias com serviços de streamings

A PGB mostrou que há relação entre fãs de videogames (ou pelo menos de jogos) com serviços de streaming. 64.6% dos entrevistados disseram assinar Netflix, 18.7% Amazon Prime e 9.9% o YouTube Premium. Em termos de músicas, 38.7% assinam o Spotify e 12.1%, o Deezer.

streaming-games

A conexão mostra que as indústrias de games e de entretenimento em geral podem se relacionar cada vez mais, com a viabilidade de constituir parcerias para a produção e divulgação de jogos. A Amazon, dona da Twitch, agora conta com o Prime Gaming, que oferece títulos gratuitos para os assinantes do Prime Video. O objetivo da gigante norte-americana é criar ligações entre os públicos e expandir a conectividade de seus serviços. 

Opções de jogos educativos

A pesquisa, em sua sétima edição, mediu também as relações entre pais, filhos e jogos: 78.7% dos entrevistados que são pais atestaram que seus filhos acessam jogos eletrônicos; 73.2% meninos e 52.1% meninas. Novamente, percebe-se a necessidade de investir em jogos para o público feminino, também para as mais jovens. 

Para além disso, 60.2% dos pais gostam que os filhos joguem, mas com ressalvas. Apenas 1.9% do público entrevistado é totalmente contra os games. As questões levantadas pelos pais são recorrentes em discussões desse tipo: controle do tempo de jogo e exposição à violência. 

pai-filho-gamers

Nesse sentido, a aposta em jogos educativos se mostra com um mercado interessante para aproveitar o gosto das crianças e adolescente e sanar a preocupação dos pais. Jogos ‘limpos’, lúdicos e com classificações indicativas para cada idade podem chamar a atenção dos pais nas prateleiras e atingir uma fatia de compra bem atrativa nas lojas. 

Opções de jogos mais baratos

Um jogo como The Last of Us Part II tem o valor médio entre R$ 200 e R$ 300 reais, uma quantia bem significativa para a renda brasileira, já que, de acordo com a PGB, 55.8% do público de consoles pertence às classes B2 e C1, o equivalente à renda mensal familiar bruta de até R$ 2,5 mil e R$ 1,5 mil, respectivamente. 

Outros 15.7% pertencem à classe C2, que apresenta um rendimento de R$ 1.024. Isso mostra que o preço dos grandes títulos é muito caro para uma boa fatia do mercado de games no Brasil. Portanto, a opção pode ser a produção de alternativas às grandes franquias, com jogos mais baratos de desenvolvedores independentes que atraiam o público e criem um ecossistema de vendas favorável para diferentes níveis de valores. 

Continuar lendo

Outros Games

World of Warships: Transformers chegam ao game!

A partir de hoje, os personagens icônicos de Transformers estão disponíveis em World of Warships e World of Warships: Legends!

Publicado

em

Por

A partir de hoje, os personagens icônicos de Transformers estão disponíveis em World of Warships e World of Warships: Legends como parte de uma colaboração exclusiva e limitada entre Wargaming e Hasbro.

A promoção estará disponível no jogo até o dia 5 de outubro de 2020.

Os jogadores podem jogar com os heróicos Autobots — Optimus Prime e Bumblebee —, ou com seus eternos inimigos, os Decepticons — Megatron e Rumble —, personalizando seus navios com skins inspiradas nos Transformers.

Além disso, os comandantes pronunciam frases marcantes dos personagens e muito mais.

Transformers em World of Warships!

Para os fãs dos Autobots, World of Warships está oferecendo duas camuflagens permanentes: Freedom Fighter, baseada no Optimus Prime — o corajoso e poderoso líder dos Autobots; e Gold Bug, baseada no Bumblebee — um dos membros mais jovens da equipe Autobot que é totalmente devotado à missão de seu líder de garantir a liberdade para todos os seres sencientes.

Optimus Prime

Representando os Decepticons, os jogadores encontrarão duas camuflagens permanentes adicionais: Messenger of Oblivion — baseada em seu líder, o Megatron; e Crush’n’destroy — baseada no Rumble, que não ama nada além do caos e destruição.

“Estamos muito empolgados em oferecer os personagens icônicos dos Transformers em ambas versões do nosso jogo”, diz Kirill Peskov, diretor de desenvolvimento de World of Warships: Legends.

“Os Autobots e Decepticons são conhecidos em todo o mundo, e tomamos muito cuidado para incorporá-los ao jogo de uma forma autêntica e que proporcione novos e divertidos desafios aos jogadores”, complementa.

world-of-warships-transformers-megatron

“Ficamos bastante satisfeitos em dar aos fãs a oportunidade de ativar os personagens de Transformers em World of Warships por tempo limitado por meio desta colaboração”, conta Mark Blecher, vice-presidente sênior de Estratégia Corporativa e Negócios da Hasbro. “A equipe do World of Warships integrou habilmente os personagens de Transformers no jogo para criar uma experiência de combate naval única para os fãs”, conclui.

Além das camuflagens permanentes, World of Warships também introduziu duas camuflagens descartáveis: Autobots Ark e Decepticon Disguise, assim como novas bandeiras e brasões.

Os jogadores também podem explorar os contêineres Cybertronian, onde é possível obter distintivos temáticos permanentes e camuflagens descartáveis, bem como 10 pontos de habilidade dos comandantes Transformers com locuções e sinais especiais.

O conteúdo temático estará disponível para compra no Arsenal e na Loja Premium, enquanto algumas recompensas podem ser obtidas gratuitamente por meio da participação em várias atividades.

Continuar lendo

Outros Games

Atualização criada pela comunidade chegará a Left 4 Dead 2 na próxima semana

Foi por meio de um belo trailer que a Valve confirmou que a estreia do update The Last Stand acontecerá na próxima semana.

Publicado

em

Por mais que Left 4 Dead 2 continue sendo um dos títulos mais populares da Valve, o fato é que esse game clássico, que foi lançado em 2009, não recebe uma atualização há muitos anos. Porém, parece que essa história está prestes a mudar.

Afinal, desde agosto, os fãs do game ficaram sabendo, por meio de um belo trailer, que uma atualização estava para chegar à aventura. E melhor, o novo pacote de conteúdo será uma criação da própria comunidade. Vamos entender essa história?

Left 4 Dead 2: The Last Stand Update

Provando que, apesar de ter sido lançado há mais de dez anos, sua popularidade ainda é enorme, Left 4 Dead 2 mobilizou sua comunidade em prol da criação de um novo pacote de conteúdo. Como eu destaquei, esse pacote foi anunciado em agosto, mas agora ele já possui uma data definida para a sua estreia.

Left 4 Dead 2: The Last Stand

Sim! Foi por meio de um belo trailer que a Valve confirmou que a estreia do update The Last Stand acontecerá na próxima semana, mais precisamente, no dia 24 de setembro.

De acordo com as informações, tudo foi criado por meio de uma processo colaborativo, que uniu a Valve e a comunidade do jogo. Em outras palavras, The Last Stand é uma produção feita de fãs para fãs, com uma ajudinha da desenvolvedora.

Sobre a novidade, cabe destacar que a atualização trará 20 novos mapas, animações melhoradas, novas armas e linhas de voz que nunca foram utilizadas antes. Enfim, para quem é fã de Left 4 Dead 2, The Last Stand promete garantir uma nova temporada de desafios. Não deixe de conferir! Até a próxima…

Continuar lendo

Outros Games

Nintendo Direct Mini: confira os destaques da transmissão!

Publicado

em

Na última quinta-feira, 17 de setembro, a Nintendo resolveu liberar mais um episódio da sua série de transmissões, conhecida como Nintendo Direct Mini. Como não poderia deixar de ser, muitas novidades foram apresentadas.

Se você não conseguiu acompanhar o que rolou, não se preocupe. Afinal, como eu sempre costumo fazer, quando uma grande transmissão acontece, criei um belo resumo com os maiores destaques do evento. Vamos conferir?

Monster Hunter Rise

Fora a polêmica relacionada a um dos personagens (fãs acusaram a Capcom de copiar um personagem do game Tales of Vesperia), um dos grandes anúncios do Nintendo Direct Mini foi Monster Hunter Rise. O game seguirá a premissa básica da franquia Monster Hunter (caçar monstros), mas será marcado por uma exploração mais vertical. A data de lançamento da aventura foi definida para o dia 26 de março de 2021.

Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin

Surgindo como um spin-off da franquia Monster Hunter, Monster Hunter Stories 2: Wings of Ruin foi revelado com um belo trailer e promete transformar as ideias básicas da franquia em um típico J-RPG. A história promete ser mais profunda e algumas mecânicas diferenciadas tratarão de manter os players bastante envolvidos. A previsão de lançamento é para meados de 2021.

Disgaea 6: Defiance of Destiny

No que diz respeito ao universo dos RPGs táticos, a franquia Disgaea é um das mais populares e, por esse motivo, o anúncio de Disgaea 6: Defiance of Destiny conseguiu deixar muitos players animados. O título está previsto para ser lançado em meados de 2021 e promete mais uma boa dose de cenas engraçadas e combates com danos absurdos.

Empire of Sin

Chegando no primeiro dia de dezembro, ainda em 2020, Empire of Sin é um jogo de estratégia (ao estilo XCOM), cuja história se passa durante a época da Lei Seca (década de 1920, nos EUA). Para quem curte boas histórias relacionadas à máfia essa pode ser uma boa pedida.

Sniper Elite 4

Também chegando no fim de 2020, Sniper Elite 4, que já está disponível para PC, PS4 e Xbox One, finalmente ganhará uma versão para o Switch. O game se passa na época da Segunda Guerra Mundial e apresenta um gameplay marcado por muita tensão. Vale a pena conferir.

Hades

Ontem, 17 de setembro, o já amado Hades finalmente saiu do regime Early Access e seu lançamento oficial foi um dos destaques do Nintendo Direct Mini. O título é um RPG isométrico produzido pelos mesmos criadores de games aclamados, como Bastion e Transistor. Não à toa, seus reviews são extremamente positivos.

The Long Dark

Para quem curte jogos de sobrevivência desafiadores, o lançamento de The Long Dark no Switch, que aconteceu ontem mesmo, merece atenção. Esse é um game no qual os players enfrentam “apenas” a força da natureza, ou seja, trata-se de uma experiência de sobrevivência bem “raiz”. Muito bom!

Balan Wonderland

Previsto para fazer a sua estreia no dia 26 de março de 2021, Balan Wonderland se destaca por ser uma produção dos criadores do icônico Sonic. Apesar de ter construções inspiradas em grandes clássicos, o game já provou que trará novidades bem atrativas.

Ori and The Will of the Wisps

Para fechar esta lista com os destaques do último Nintendo Direct Mini, temos a chegada de Ori and The Will of the Wisps ao Switch. O aclamado game era um exclusivo do Xbox e dos PCs Windows, mas agora estará à disposição dos proprietários do console da Nintendo. Grande game!

Nintendo Direct Mini: belas novidades!

Como pôde perceber, o último episódio do Nintendo Direct Mini foi recheado de grandes novidades. Muitos dos títulos foram prometidos para 2021 e isso significa que o próximo ano será bem movimentado para os fãs da empresa japonesa. Até a próxima…

Continuar lendo

Trending

X