Siga nossas redes sociais

Outros Games

Remakes e Remasters para exportação: será essa a nova aposta dos japoneses?

Publicado

em

Se há algo que muitos gamers, especialmente os fãs de jogos RPG, podem reclamar é o fato de que muitas das pérolas criadas pelos japoneses jamais foram lançadas aqui no Ocidente. No entanto, alguns Remakes e Remasters (lançados recentemente) nos permitem concluir que o Japão pode estar disposto a exportar alguns desses “tesouros perdidos”.

No mundo de hoje, graças à internet, o mundo dos games não tem mais barreiras. Por isso, parece que o cenário atual é propício para que jogos jamais lançados no Ocidente possam finalmente chegar às mãos dos players deste lado do globo.

Sabendo disso, resolvi criar um lista com títulos que seguem esse raciocínio e opções que poderiam “entrar nessa onda de Remakes e Remasters”. Se você é fã de jogos de RPG, é bom não deixar de conferir…

Tales of Vesperia: Definitive Edition

Lançado em janeiro de 2019, Tales of Vesperia: Definitive Edition pode ter sido um dos impulsionadores dessa onda de Remakes e Remasters. O jogo original foi lançado em 2008 e até chegou ao Ocidente. Contudo, a versão para PS3, que tinha personagens adicionais, jamais saiu do Japão.

Em Tales of Vesperia: Definitive Edition, todo o conteúdo da versão do PS3 foi adicionado àquilo que os fãs já conheciam e amavam. Atualmente, o jogo está figurando na lista dos mais vendidos, entre os RPGs da Steam. Isto é, franquias japonesas de renome têm um mercado consumidor que as receberá de braços abertos.

Tales of Rebirth & Tales of Destiny 2

A franquia Tales of, da Bandai Namco, é uma das mais famosas da história dos jogos de RPG. Os títulos que vieram para o Ocidente ainda deixam saudades e Tales of Vesperia, que foi citado acima, é um exemplo disso.

Na história dessa franquia lendária, temos muitos títulos que ficaram apenas no Japão. Nesse caso, minha lista de desejos incluiria Tales of Rebirth (de 2004) e Tales of Destiny 2 (de 2002). Ambos os games foram títulos do PS2. Logo, Remakes e Remasters dessas aventuras seriam muito interessantes.

Trials of Mana

Trials of Mana é mais um game que dá força à teoria de que o Japão pode estar se aproveitando da “onda dos Remakes e Remasters” para exportar alguns dos seus títulos inéditos no Ocidente. O game original foi lançado em 1995 e o Remake já está prometido para o dia 24 de abril de 2020.

Nessa versão Remake, o jogo será completamente repaginado, mantendo a história original, mas recebendo diversas adições, além de gráficos de última geração. O sucesso desse projeto, pode ser uma grande motivação para a Square resolver apostar em lançamentos semelhantes.

Star Ocean First Departure R

Surgindo como uma versão remaster do primeiro jogo da franquia Star Ocean (que foi lançado em 1996), Star Ocean First Departure R tem lançamento previsto para o dia 05 de dezembro. Sinceramente, foi esse título que motivou este post. Afinal, me pareceu uma movimentação bem suspeita dos desenvolvedores japoneses.

Cabe lembrar que no dia 03 de dezembro, uma versão remaster do jogo SaGa Scarlet Grace: Ambitions foi lançada também. O mês de dezembro pode ser mais um indício para fomentar essa teoria.

Bahamut Lagoon

Durante a era do Super Nintendo, a Squaresoft dominou o mundo dos RPGs com títulos incríveis. Bahamut Lagoon, de 1996, foi um desses títulos e jamais chegou até o ocidente. O jogo seguiu a linha da franquia Final Fantasy, aliás, o título inicial do projeto era Final Fantasy Tactics.

Se a Square resolvesse olhar para a era do Super Nintendo e aproveitar a onda dos Remakes e Remasters, esse seria um título imperdível. Todo o mundo fantasioso do game poderia ser aproveitado com maestria pela tecnologia atual.

Romancing SaGa 2

Como um versão remaster de Romancing SaGa 3 foi lançada recentemente, não seria exagero algum imaginar que Romancing SaGa 2 pode vir para o Ocidente. Logicamente, o resultado das vendas do remaster mais recente será determinante para que isso aconteça.

A franquia SaGa é muito famosa no Japão e poucos título realmente causaram impacto aqui no Ocidente. Para quem curte um bom RPG, é inegável que as histórias contadas nos títulos são de primeira linha.

Dragon Quest V: Hand of the Heavenly Bride

Quem vê a franquia Dragon Quest assim, com tantos títulos, acaba deixando passar o fato de que Dragon Quest V: Hand of the Heavenly Bride jamais foi lançado no Ocidente. Esse game, que foi lançado originalmente em 1992 (para o SNES), chegou a receber remakes para o PS2 e para o Nintendo DS. Remakes que também nunca saíram do Japão.

Diante do sucesso do aclamado Dragon Quest XI, último a ser lançado na franquia, uma tentativa de lançar Dragon Quest V: Hand of the Heavenly Bride no Ocidente, ao que tudo indica, seria muito bem-vinda.

Terranigma

Para fechar esta lista com games poderiam ser exportados do Japão, acompanhando a onda dos Remakes e Remasters, Terranigma é uma opção que não poderia faltar. O jogo, por vias oficiais, jamais saiu do Japão.

Esse clássico é uma das grandes obras-primas do Super Nintendo e, muito provavelmente, é um dos jogos mais injustiçados da história. As construções da aventura estavam à altura de todos os grandes games da época (1995) e a história é impecável. Um remake ou remaster iria desfazer uma injustiça histórica.

Será que a teoria de Remakes e Remasters para exportação está correta?

Como pôde perceber, esta lista deixa claro que títulos que jamais saíram do Japão têm conseguido chamar a atenção no Ocidente e que não faltam opções ainda não exploradas.

Observando as movimentações da indústria, tudo nos leva a crer que essa pode ser uma tendência para o futuro. Como sou um fã de jogos de RPG, principalmente dos jogos da franquia Tales of, ver essa grande quantidade de Remakes e Remasters saindo do Japão é algo animador. Vamos torcer para que a minha teoria esteja certa. Até mais…

Continuar lendo

Outros Games

Pós-Temporada da Call of Duty League começa hoje, de forma online

Publicado

em

Como os fãs da franquia Call of Duty bem sabem, a pós-temporada do Campeonato Mundial de Call of Duty: Modern Warfare, estava prevista para acontecer ainda em 2020 e ofereceria uma premiação total de 4,6 milhões de dólares aos participantes. Contudo, por conta do COVID-19, o evento teve que ser “transportado para o mundo online”.

Sim, por meio das redes sociais, a organização da Call of Duty League apresentou uma chamada para um comunicado oficial, no qual os detalhes relacionados à versão online da competição foram liberados. Vamos conferir?

Call of Duty League, via internet

Campeonato Mundial de Call of Duty: Modern Warfare

Campeonato Mundial de Call of Duty: Modern Warfare

Assim como aconteceu com outras grandes competições do mundo dos eSports, a Call of Duty League acabou tendo que ser “transportada para o mundo online”, por conta do COVID-19. A justificativa para a mudança, claro, foi a segurança de todos. Confira…

“A Call of Duty League tem trabalhado em estreita colaboração com equipes e jogadores nos últimos meses em relação aos Playoffs da Temporada 2020 e ao Championship Weekend. Devido aos riscos contínuos à saúde associados ao COVID-19 e ao nosso foco de prioridade coletiva em proteger a segurança de nossas equipes, jogadores, funcionários da liga e pessoal parceiro, o restante da temporada será realizado online. Essa decisão foi tomada com muito cuidado, comunicação e consideração ao longo de muitas discussões”.

No site oficial da Call of Duty League, outros detalhes foram revelados e, ao que tudo indica, algumas novidades interessantes irão ser adicionadas às competições no formato online. Acompanhe…

Câmera Universal

Uma das novidades apresentadas no comunicado diz respeito a uma “configuração de câmera universal”, que ficará ativa ao longo das partidas. De modo geral, essa câmera irá dar aos fiscais da liga uma visão sobre os players e seus setups…

“A Liga está fornecendo a todos os competidores uma configuração de câmera universal que estará ativa durante todas as partidas. As câmeras fornecerão visibilidade para que os funcionários da liga possam ver e verificar o console, controlador e monitor de cada competidor, conforme necessário. Uma vez que uma partida atinge o status oficial de verificação pronto, os jogadores precisarão estar sentados e na câmera. As câmeras estarão no local antes do início do New York Subliners Home Series em 10 de julho”.

Escolha dos Servidores

Outro ponto interessante entre as novidades é a questão da escolha dos servidores para a realização das partidas. Nesse caso, as equipes poderão testar alguns servidores de forma antecipada e vetar a utilização de alguns deles…

“Atualmente, para cada CDL Home Series, as equipes recebem uma lista de três servidores (de um grupo de nove) para testar e determinar quais servidores preferem vetar. Durante os Playoffs e o Championship Weekend, aumentaremos as opções de servidor de veto para cinco para cada partida. Adicionando mais opções, aumentamos a probabilidade de obter o melhor servidor possível para ambas as equipes. Além disso, com mais servidores em jogo para cada partida, haverá mais opções de recuo se houver um problema inesperado”.

A Call of Duty League Online promete!

Call of Duty: Modern Warfare

Call of Duty: Modern Warfare

Antes de finalizar o comunicado oficial, a organização da Call of Duty League pontuou que irá aumentar o tamanho das equipes de suporte, com o intuito de “lidar com todo e qualquer problema que possa surgir em um ambiente de competição online”.

Isso quer dizer que as disputas têm tudo para manter o alto nível de uma competição local e que, as pessoas que decidirem assistir, acompanharão performances de alto nível. Então, fique de olho no canal oficial da Call of Duty League no Youtube, pois a partidas começam hoje mesmo! Até a próxima…

Continuar lendo

Outros Games

Atualizações Pokémon Go: Jessie e James chegam no Pokémon Go!

Publicado

em

Por

Prepare-se para encrenca, encrenca em dobro! Finalmente, Jessie e James chegam nas atualizações Pokémon Go!

E ainda preocupada com a pandemia, nessa quarta (8) a Niantic anunciou dois novos recursos para manter os players em casa, mas desfrutando de suas aventuras no game.

Atualizações Pokémon Go: renda-se agora ou prepara-se para lutar!

Agora a dupla icônica do anime finalmente chegou ao game e com direito até ao balão Meowth! No entanto, corra para aproveitar essa novidade, pois a Niantic já avisou ser por tempo limitado.

A batalha com Jessie e James acontece da mesma forma que os outros membros da Equipe GO Rocket.

Quer os horários para encontrar a equipe? De acordo com os códigos da atualização, eles aparecem 4 vezes ao dia, nos seguintes horários:

  • 00h às 05h59 (horário de Brasília)
  • 06h às 11h59 (horário de Brasília)
  • 12h às 17h59 (horário de Brasília)
  • 18h às 23h59 (horário de Brasília)

Pronto para enfrentar Jessie e James?

Continuar lendo

Outros Games

Rainbow Six Siege ganha novo modo de jogo… por tempo limitado

Publicado

em

No mês passado, a Ubisoft lançou oficialmente a segunda temporada do quinto ano do aclamado Rainbow Six Siege. Desde então, a empresa vem trazendo belas novidades para os players e garantindo experiências envolventes e muito divertidas.

Bem, a ação mais recente promovida pela Ubi foi a adição de um novo modo de jogo, que só estará disponível por um curto período. Intitulado Attrition, o modo de jogo traz uma experiência arcade bem desafiadora e, por isso, merece a sua atenção… vamos aos detalhes?

Rainbow Six Siege: Modo Attrition

Rainbow Six Siege: Modo Attrition

Rainbow Six Siege: Modo Attrition

De acordo com o anúncio da Ubisoft, o modo Attrition estará disponível para os players entre os dias 09 e 13 de julho. Isto é, somente ao longo deste fim de semana, é que os players poderão aproveitar a novidade.

Em linhas gerais, no modo Attrition, os players participarão de disputas semelhantes às batalhas não ranqueadas, mas o grande desafio estará em uma particularidade. Os players que vencerem uma rodada não poderão selecionar os mesmos personagens na rodada seguinte.

Essa limitação promete deixar as coisas bem dinâmicas e desafiadoras. Logo, Attrition tem tudo para deixar o game bem movimentado neste fim de semana. Detalhe: o modo de jogo está disponível para todas as plataformas e não exige qualquer tipo de download para ser aproveitado.

Aliás, falando em deixar as coisas movimentadas no fim de semana, não se esqueça de que a Ubisoft vai promover um evento online no próximo domingo, 12 de julho, a partir da 16h (horário de Brasília). Nesse evento, muitas novidades serão apresentadas, inclusive para Rainbow Six Siege. Então, não deixe de conferir. Até a próxima…

Continuar lendo

Trending