Sábado, 25 de Janeiro de 2020
Notícias sobre Games e e-Sports



Software criado por adolescente ajuda a banir 15.000 trapaceiros de CS:GO

Infelizmente, jogadores trapaceiros no mundo dos games existem em quantidades absurdas. Através de hacks e outras artimanhas, esses players agem…

Por Yohan , em CS:GO , data: 7 de dezembro de 2019 Tags:, ,

Infelizmente, jogadores trapaceiros no mundo dos games existem em quantidades absurdas. Através de hacks e outras artimanhas, esses players agem de forma desleal para levar vantagem nas partidas. No entanto, um software desenvolvido por um adolescente, que usa o nickname 2Eggs, promete mudar essa história.

O HestiaNet (nome do programa) faz uso de recursos de inteligência artificial para identificar possíveis trapaças. O recurso já foi aplicado ao game CS:GO e ajudou a Valve a banir 15.000 contas de trapaceiros. Vamos entender melhor o caso?

A história e os resultados do HestiaNet…

Conforme foi destacado, o HestiaNet foi desenvolvido por um adolescente. Fazendo uso do nickname 2Eggs, o jovem britânico tem um histórico de já ter ajudado a Valve em outras ocasiões. Aliás, em determinado momento, a Valve já recompensou o desenvolvedor com a quantia de 11.450 dólares por ter encontrado falhas de segurança na Steam.

Enfim, 2Eggs afirmou que começou a trabalhar no HestiaNet após ter assistido a uma demonstração da própria Valve, em 2018. Com base nessa inspiração, ele se aproveitou de recursos de inteligência artificial, municiados com uma infinidade de dados históricos, a fim de detectar comportamentos suspeitos durante as partidas de CS:GO.

Nos testes, o HestiaNet apresentou uma taxa de efetividade de 98,36%, o que ajudou a Valve a eliminar 15.104 contas de um total de 17.659, que foram colocadas em análise.

O curioso é que o programa funciona diretamente da residência do desenvolvedor e não exige qualquer interferência humana para operar. Além do mais, o programa usa os dados das contas banidas para aprender e se tornar ainda melhor. Incrível, não acha?

Uma solução em prol do fair play…

Hoje em dia, especialmente no caso dos jogos que têm destaque na cena competitiva, a questão do fair play é muito importante. As competições devem acontecer de forma justa e a adoção de hacks, por parte dos trapaceiros, vai contra esse ideal.

Diante disso, podemos dizer que a solução desenvolvida pelo jovem 2Eggs nada mais é do que um apoio ao fair play. Felizmente, a Valve sabe como recompensar esse tipo de trabalho, o que faz com que os bons desenvolvedores foquem em melhorar o mundo dos games cada vez mais. Até a próxima…

Compartilhe isso...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email