Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020
Notícias sobre Games e e-Sports



Trapaça na FNCS gera punição controversa a pro players de Fortnite

No dia 9 de março, a Epic Game anunciou, em seu Blog oficial, o retorno da famosa Fortnite Champion Series…

Por Yohan Bravo , em Fortnite , data: 25 de março de 2020 Tags:, , ,

No dia 9 de março, a Epic Game anunciou, em seu Blog oficial, o retorno da famosa Fortnite Champion Series (FNCS), uma competição na qual duplas de players lutam entre si para subir nos rankings e garantir uma vaga no grande evento final.

Bem, a competição teve início no dia 20 de março e, apesar de todos os conflitos terem sido bem interessantes, o que chamou a atenção foi um controverso caso de trapaça, cuja punição gerou reações distintas da comunidade… vamos entender essa história?

A Trapaça na FNCS…

Tudo começou quando, em menos de uma semana, os players “Kreo”, “Bucke”, “Keys” e “Slackes” começaram a dominar o ranking da competição de forma inesperada. A presença dos “azarões” no topo dos rankings gerou certa suspeita por parte de alguns players.

Daí, um tweet lançado pelo perfil droxide exibiu um vídeo no qual é possível ver as duplas cooperando, de forma ilegal, para escapar da tempestade. Confira…

Como a cooperação entre as duplas é algo proibido pelas regras da competição, a Epic realizou uma rápida investigação, a fim de “tirar a limpo” esse caso.

No fim, a investigação permitiu à Epic concluir que o comportamento dos players não foi compatível com as regras do jogo, configurando assim uma trapaça. Logicamente, uma trapaça passível de punição…

O banimento dos players e a repercussão da decisão

Após analisar todas as informações relacionadas ao caso, a Epic considerou que os players realmente trapacearam. Diante disso, a empresa decidiu banir os jogadores por 60 dias de todas as competições ligadas ao jogo.

Com isso, “Kreo”, “Bucke”, “Keys” e “Slackes” ficaram sem poder “brigar” pelos prêmios em dinheiro nesta temporada.

Assim que a punição foi apresentada, as opiniões da comunidade ficaram divididas. Alguns pro players defenderam a decisão da Epic e concordaram que, com base nas evidências disponíveis, os players realmente trapacearam e mereceram uma punição.

Noutra ponta, certos players criticaram o fato de a Epic não ter dado aos acusados uma chance de defesa. Além disso, muitos gamers alegaram que esse banimento pode prejudicar as carreiras dos acusados, manchando seus históricos profissionais.

Cabe lembrar que essa não é a primeira vez que a Epic bane players trapaceiros. No ano passado, “XXiF” foi banido por duas semana, após trapacear na Copa do Mundo Fortnite e o player “Jarvis” foi banido permanentemente, por ter feito uso de um aimbot.

Resumindo, quando o assunto é manter o fair-play nas competições de Fortnite, a Epic não pensa duas vezes. Sendo assim, podemos dizer que os players banidos apenas servirão como um lembrete de que a empresa não vai “dar mole” para os trapaceiros. Até a próxima!

Compartilhe isso...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email