Siga nossas redes sociais

Outros Games

Warcraft 3: Reforged decepciona os fãs e vira piada na web

Publicado

em

Em 2018, durante a BlizzCon, a Blizzard anunciou uma versão remaster para o aclamado Warcraft 3. Por se tratar de um game que, de certo modo, deu origem a Dota e League of Legends, a empolgação dos fãs não pôde ser contida.

Contudo, no último dia 28 de janeiro, quando Warcraft 3: Reforged foi lançado, a decepção tomou o lugar das altas expectativas dos fãs. Isso mesmo! O game chegou cheio de problemas e muito aquém daquilo que a Blizzard havia prometido.

Daí, os fãs ficaram revoltados e foram até a web para exteriorizar suas frustrações. Segundo algumas pessoas, Warcraft 3: Reforged pode ter sujado o legado de uma das maiores lendas do gênero RTS. Vamos entender essa história?

O Warcraft 3 Original

Antes de falar sobre Warcraft 3: Reforged, sugiro que façamos uma pequena reflexão, a fim de reviver as memórias relacionadas ao título original. Nesse caso, temos Warcraft 3, que foi lançado em 2002.

O game foi o terceiro título de um franquia que, naquela época, era uma das mais populares da Blizzard. Com suas mecânicas diferenciadas, o game conseguiu redefinir o gênero RTS. Detalhe: foi esse game que introduziu (com eficiência) a ideia dos heróis que podiam evoluir.

Além disso, Warcraft 3 foi o jogo que inspirou dois dos jogos mais famosos da atualidade: Dota e LoL. Afinal, esses games surgiram a partir da criação de mapas modificados dentro do título da Blizzard.

O fato é que os grandes feitos de Warcraft 3 o elevaram ao patamar das lendas. Naturalmente, por se tratar de um título tão importante, o game acabaria sendo arrastado pela “onda dos Remakes e Remasters”…

O anúncio de Warcraft 3: Reforged…

Warcraft 3: Reforged Decepciona

Agora que já estamos com as memórias em dia, acerca do grande Warcraft 3, podemos começar a entender os motivos que levaram os fãs a bombardear a versão remaster do título.

Nesse caso, a história tem início lá em 2018, quando a Blizzard fez o primeiro anúncio do game. Durante a BlizCon do referido ano, a empresa americana elevou as expectativas com um trailer CGI impactante e muitas promessas.

Dentre essas promessas, estavam: novo conteúdo para o game; novas possibilidades de criação de mapas; melhorias gráficas; melhorias mecânicas; e outras mais.

Logicamente, a empolgação dos fãs foi até o nível máximo. Ter a oportunidade de reviver as aventuras incríveis de Warcraft 3, em uma versão totalmente repaginada, seria um sonho tornado realidade.

E o sonho veio… mas a realidade não foi tão bela quanto a Blizzard havia levado os fãs a crer…

Warcraft 3: Reforged: a realidade decepcionante…

Após quase dois anos esperando, os fãs finalmente puderam colocar suas mãos em Warcraft 3: Reforged. O título foi lançado no dia 28 de janeiro, mas trouxe consigo muitas frustrações.

Ao experimentar essa versão remaster, os players começaram a verificar uma série de problemas… animações mal feitas, problemas de crashes, problemas de desempenho, Inteligência Artificial de baixa qualidade, etc.

Diante de tantos problemas, claro, os fãs ficaram revoltados e muitos alegaram que a Blizzard não cumpriu aquilo que havia sido prometido. Aliás, alguns vídeos começaram a “pipocar” na web, apresentando comparações entre as promessas feitas na BlizzCon e aquilo que foi entregue. Confira o vídeo abaixo (feito pelo canal GyLaLa):

Os problemas apresentados pelo game também impulsionaram discussões calorosas em fóruns famosos, como o Reddit. Alguns players ridicularizaram o game e as notas baixas alcançadas no Metacritic. Outros players “mudaram” o nome do jogo para “Warcraft 3: Refunded”, em alusão a um “possível pedido de reembolso”.

E para completar o drama, informações dadas pela Revista Forbes pontuaram que Warcraft 3 possui um termo contratual que determina expressamente que todo o conteúdo criado no jogo pertence exclusivamente à Blizzard. Isso quer dizer que a empresa eliminou as chances de novos Dotas ou LoLs existirem.

Warcraft 3: Reforged não é a primeira “ilusão da Blizzard”…

Observando toda a situação com calma, podemos nos lembrar de que essa não é a primeira vez que a Blizzard frustra seus fãs. Na BlizzCon de 2018, a empresa criou uma expectativa acerca do anúncio de um Diablo 4, mas entregou um game mobile baseado na franquia.

No ano passado, representantes da empresa chegaram a declarar que a forma como a situação do anúncio de Diablo Immortal foi apresentado não foi bem feita. Os executivos assumiram o erro e prometeram evitar frustrar seus fãs novamente.

Porém, a promessa não foi cumprida. Na verdade, desde que a Blizzard uniu forças com a Activision, as polêmicas e os problemas com os fãs têm surgido de forma frequente e nada animadora.

Assim, infelizmente, o legado da empresa vai sendo manchado. E os fãs, por sua vez, acabam ficando preocupados com o destino de suas franquias favoritas. Diablo IV está a caminho, mas quem poderá garantir que não teremos outra decepção?

Resumindo, ao que tudo indica, a Blizzard perdeu seu rumo em algum lugar do processo. O trabalho feito em Warcraft 3: Reforged ficou muito aquém de uma desenvolvedora conhecida por sua competência. O jogo mereceu receber as notas que recebeu. E mais, mereceu ter se tornado alvo de memes e piadas. É uma pena!

O que nos resta agora é retornar ao bom e velho Warcraft 3 e torcer para que a Blizzard aprenda com os erros que vêm cometendo. Até mais…

Continuar lendo

Outros Games

Thaiga é contratada pela LOUD como influenciadora; Confira detalhes!

Publicado

em

Por

A Bianca “Thiaga” Lula é a mais nova integrante da LOUD como influenciadora. Natural de Cuiabá, a streamer chega para contribuir com sua experiência e talento, com o intuito de criar vídeos diários da organização.

Ela até teve que convencer seus pais para se tornar streamer com uma apresentação em slides! Começou a jogar em 2012 por influência de amigos e detestou, mas quando se mudou para São Paulo em 2017 para fazer a faculdade de Publicidade e Propaganda, voltou a jogar e viciou.

E neste mesmo período que foi vendo transmissões de outras pessoas jogando, achou fácil ser streamer e viu ali uma oportunidade de carreira.

Começou fazendo transmissões nos fins de semana, enquanto trabalhava e terminava a faculdade e não desistiu, focando em sua imagem e criando uma comunidade em torno do seu trabalho até conseguir se dedicar somente a carreira de streamer.

Thaiga é contratada pela LOUD!

Thaiga LOUD

Thaiga LOUD

“Eu via a LOUD como um projeto muito surreal, é muito grande o que ela fez em tão pouco tempo de existência e pra mim. Estava num pedestal inacessível. A primeira vez que o PH falou comigo, eu me senti extremamente honrada por ter sido notada por algo que eu colocava no topo”.

Empolgada explica que o que a atraiu para dar este passo é que ela “sempre quis um lugar que abraçasse meus projetos. Um lugar em que qualquer idéia que eu tiver, eu tenho apoio para fazer acontecer, me ajudando a planejar e executar, e a LOUD dá todo este amparo. É surreal, para alguém que estava tentando crescer sozinha como influenciadora. De repente ter toda uma equipe de pessoas incríveis dispostas a fazer suas idéias darem certo. É uma oportunidade única, e é uma honra. Meu Deus a LOUD é incrível!”

Para a LOUD, a contratação da Thaiga segue fiel a seus planos de criação de conteúdo para o cenário de games e esports com foco nas comunidades em torno dos jogos. Bruno Playhard comenta que “vimos na Thaiga o perfil que desejamos para nossos integrantes.

Muito dedicada, bastante interação com seu público nas redes, muitos sinais de profissionalismo, tudo contribuiu.

O fato dela fazer parte do cenário de LOL também tem vantagens, pelo sucesso da modalidade no Brasil e por ser uma comunidade em que vemos potencial de estar presentes um dia, ela vai nos ajudar a entender ainda mais este público e vai trazer seu toque pessoal para a comunidade da LOUD.”

Com mais de 70 funcionários e um time de talentos e jogadores com 20 integrantes, a LOUD foi criada no início de 2019. Em união de Bruno “PlayHard” Bittencourt, youtuber com mais de 11,6 milhões de assinantes em seu canal, Jean Ortega e Matthew Ho empreendedores no segmento de games mobile. Sendo uma organização, focada na criação de conteúdo e esports.

Continuar lendo

Outros Games

Os Grandes Lançamentos do Segundo Semestre de 2020!

Publicado

em

No início desde ano, lancei uma lista aqui no The Game Times chamando a atenção para os principais jogos que seriam lançados no primeiro semestre de 2020. Então, nada mais justo do que aproveitar o começo do segundo semestre para manter a sua agenda em dia, não acha?

Sendo assim, prepare-se, pois eu montei uma lista com tudo de melhor que o mundo dos games nos trará até o fim do ano. Logicamente, o maior “presente de natal” vai ser a estreia do PS5 e do Xbox Series X. Ainda assim, há muitos títulos poderosos a caminho… vamos conferir?

Paper Mario: The Origami King

Paper Mario: The Origami King

Julho

  • Catherine: Full Body (Switch) – 7 Julho
  • Sword Art Online Alicization Lycoris (PS4, Xbox One, Steam) – 10 Julho
  • F1 2020 (PS4, Xbox One, PC, Stadia) – 10 Julho
  • Deadly Premonition 2: A Blessing in Disguise (Switch) – 10 Julho
  • Death Stranding (PC) – 14 Julho
  • Ghost of Tsushima (PS4) – 17 Julho
  • Paper Mario: The Origami King (Switch) – 17 Julho
  • Destroy All Humans! (PS4, Xbox One, PC) – 28 Julho
  • Ary and the Secret of Seasons (PS4, Xbox One, Switch, PC) – 28 Julho
  • Samurai Shodown NeoGeo Collection (PS4, Xbox One, Switch) – 28 Julho
  • Grounded Acesso Antecipado (Xbox One, Xbox, PC) – 28 julho
  • Fairy Tail (PS4, Switch, PC) – 30 Julho

Agosto

  • Fast and Furious Crossroads (PS4, Xbox One, PC) – 7 Agosto
  • Horizon Zero Dawn: Definitive Edition (PC) – 7 Agosto
  • Final Fantasy Crystal Chronicles Remastered Edition (PS4, Switch, iOS, Android) – 27 Agosto
  • Wasteland 3 (PS4, Xbox One, PC) – 28 Agosto

Setembro

  • WRC 9 (PS4, Xbox One, PC) – 3 Setembro
  • Avengers (PS4, Xbox One, PC) – 4 setembro
  • Tony Hawk’s Pro Skater 1+2 (PS4, Xbox One, PC) – 4 Setembro

Avengers

Avengers

Outubro

  • Crash Bandicoot 4: It’s About Time (PS4, Xbox One) – 2 Outubro
  • Star Wars: Squadrons (PS4, Xbox One, PC) – 2 Outubro
  • RIDE 4 (PS4, Xbox One, PC) – 8 Outubro
  • Prinny 1•2: Exploded and Reloaded (Switch) – 16 Outubro

Novembro

  • Cyberpunk 2077 (PS4, Xbox One, PC) – 19 Novembro

Anunciados para 2020

  • Biomutant (PS4, Xbox One, PC)
  • Dying Light 2 (PS4, Xbox One, PC) – 2020
  • Empire of Sin (PS4, Xbox One, Switch, PC) – Primavera
  • Everwild (Xbox One, Xbox, PC)
  • Genshin Impact (PS4, PC, iOS, Android)
  • Gods and Monsters (PS4, Xbox One, Switch, PC, Stadia)
  • Halo Infinite (Xbox One, Xbox, PC) – Final 2020
  • Horizon Zero Dawn (PC) – Verão
  • Humankind (PC)
  • Kerbal Space Program 2 (PS4, Xbox One, PC)
  • Little Nightmares 2 (PS4, Xbox One, Switch, PC)
  • Mobile Suit Gundam Extreme VS. Maxiboost ON (PS4)
  • No More Heroes 3 (Switch)
  • Outriders (PS4, Xbox One, PC) – final 2020
  • Persona 5 Strikers (PS4, Switch)
  • Rainbow Six Quarantine (PS4, Xbox One, PC)
  • Spider-Man; Miles Morales (PS5)
  • Tales of Arise (PS4, Xbox One, PC)
  • Vampire: The Masquerade – Bloodlines 2 (PS4, Xbox One, PC)
  • Watch_Dogs: Legion (PS4, Xbox One, PC)

Rainbow Six Quarantine

Rainbow Six Quarantine

Como pôde perceber, os próximos meses serão recheados de grandes novidades. Aliás, é sempre bom lembrar que ainda há uma lista com dezenas de títulos que não possuem uma data de lançamento confirmada e, portanto, podem acabar se tornando belos “bônus” no fim do ano. Temos que ficar de olho. Até a próxima…

Continuar lendo

Outros Games

Beta do aguardado Mortal Shell está disponível de graça na Epic Store

Para quem ainda não ouviu falar sobre o game, é bom saber que Mortal Shell é um RPG de ação que segue a linha de jogos como Demon’s Souls e Dark Souls.

Publicado

em

Quem curte os famosos jogos do “gênero” Souls-Like e já estava acompanhando o promissor Mortal Shell ganhou uma excelente notícia no último fim de semana. Sim, o game teve o seu Beta liberado na Epic Store (de forma gratuita!).

Essa é uma excelente oportunidade para finalmente testar o vindouro game e analisá-lo, com o intuito de saber se ele é realmente tão bom quanto seus materiais de divulgação têm sugerido. Mortal Shell vai ser lançado em 2020 (ou 2021, já que as informações não têm “batido”) e o Beta pode ser uma boa forma de apaziguar os ânimos… vamos aos detalhes?

Mortal Shell

mortal shell

mortal shell

Para quem ainda não ouviu falar sobre o game, é bom saber que Mortal Shell é um RPG de ação que segue a linha de jogos como Demon’s Souls e Dark Souls. Não à toa, o título já recebeu a tag “Souls-Like” e está “na mira” dos fãs desse tipo de game. Confira o trailer…

O jogo vem sendo desenvolvido pela indie Cold Symmetry e sua popularidade cresceu bastante após a liberação dos primeiros detalhes. Aliás, segundo os relatos dos desenvolvedores, foi a grande procura pelo game na web que acabou motivando a liberação do Beta de forma gratuita.

“Ouvimos que muitos de vocês sentem-se colocados de parte e frustrados pela maneira como distribuímos as chaves. Fizemos o nosso melhor para satisfazer os pedidos, mas nunca esperamos este nível de procura. Por isso, decidimos abrir a beta mais cedo.”

Como acessar o Beta de Mortal Shell?

Mortal Shell

Mortal Shell

Felizmente, para você poder fazer o download da versão Beta de Mortal Shell, o caminho é bem simples. Afinal, o pessoal da Cold Symmetry resolveu fazer uso da Epic Store para distribuir o game.

Logo, tudo o que você precisa fazer é: realizar o login na sua conta da loja da Epic, ir até a página do game (na versão Beta) e clicar em “Obter”. Isto é, o mesmo processo que é realizado todas as quintas-feiras, quando a Epic Store renova seu catálogo de jogos gratuitos.

Enfim, aproveite a experiência, pois Mortal Shell é realmente um game digno da sua atenção. Cabe destacar que a data de lançamento do jogo ainda não foi definida e as previsões estão variando na web, com alguns sites indicando o ano de 2020 e outros, o ano de 2021. Temos que ficar de olho. Até a próxima…

Continuar lendo

Trending