Siga nossas redes sociais

League of Legends

Circuito Desafiante: Red Canids garante classificação para os playoffs e Rensga mantém sequência de vitórias

Publicado

em

Três jogos foram responsáveis pelo início da sexta semana do segundo split do Circuito Desafiante, nessa segunda-feira (13). No confronto entre os times da parte de baixo da tabela, vitória da Falkol com noite inspirada de Riyev. No jogo dos líderes, vitória da Red Canids, que garantiu a sua classificação para os playoffs da competição. Na terceira e última partida, vitória da Rensga, que empatou em pontos com a Team oNe.

Confira o resumo dos confrontos:

FALKOL X REDEMPTION

O primeiro jogo do dia teve um início equilibrado por parte das equipes. Bruno “Hauz” garantiu o first blood na rota do meio e colocou a Falkol em vantagem. A Redemption focou nos objetivos durante o começo do jogo, aproveitando-se da pressão que o Olaf do Alejandro “Sephis” colocava na selva.

O caçador garantiu os dois Arautos da partida, mas não contava com Marcelo “Riyev”, que nas duas vezes, acertou a ultimate de seu Bardo e protegeu a torre da rota superior da cabeçada do Arauto. O objetivo foi desperdiçado nas duas vezes.

Na primeira luta em equipe, a Redemption saiu com cinco abates e sofreu apenas um, o que equilibrou o confronto que vinha com pequena vantagem para a Falkol.

Mas a equipe de Porto Alegre não conseguiu manter a crescente na partida. “Sephis” e Bruno “Glow” tentaram executar o barão às escuras, mas o monstro eliminou o top laner e frustrou os planos da equipe.

A Falkol, como resposta aos erros do adversário, garantiu a Alma das Nuvens e partiu para o Barão. Após realizá-lo, lutaram em volta do covil e, com direito a um triple kill de Pedro “Matsukaze”, fizeram um ace.

Com o buff do Barão em mãos e toda a vantagem conquistada, apenas esperaram o momento oportuno para destruir toda a base da Redemption e vencer a partida.

TEAM ONE X RED CANIDS

No embate dos líderes, a guerra foi instaurada desde cedo. Num dive na rota superior, com três jogadores, a Team oNe garantiu o first blood. Na resposta, a Red organizou um dive na rota inferior, tirando eliminações também. No total, dois abates para cada equipe durante as lutas.

A Red, por conta da composição, ganhou prioridade nos objetivos da partida e fez os dois primeiros dragões sem contestação. No terceiro, além do dragão, conquistaram quatro eliminações sobre os adversários.

A oNe, no reset da luta, abateu três jogadores e ficou com o caminho livre para fazer o Barão. A Red devolveu na sequência com o quarto dragão, garantindo a Alma do Oceano.

Nesta parte do confronto, a composição da Matilha funcionou melhor. Eles expulsaram os Golden Boys do covil do Barão e conquistaram o objetivo, aumentando a vantagem na partida.

A oNe, sabendo do poderio adversário, tentou levar vantagem num pickoff, mas foi surpreendida por toda a equipe da Red, que eliminou os cinco jogadores e, com o buff do Barão, correu direto para o Nexus para finalizar a partida.

Alexandre “Titan” e Adriano “Avenger” jogando de Ashe e Azir, respectivamente, foram peças chave para o domínio da equipe na partida e vitória durante as lutas importantes. Com a vitória, a Red Canids está matematicamente classificada para os playoffs do Circuito Desafiante.

HAVAN LIBERTY X RENSGA

O último jogo do dia contou com um início onde as duas equipes não buscaram logo a primeira eliminação. Ela só foi sair aos sete minutos, com Vinícius “Bydeki”, atirador da Rensga, na rota inferior para cima do suporte inimigo.

As equipes focaram mais nos objetivos do que nos abates durante os primeiros movimentos de partida. A Rensga garantiu os dois primeiros dragões, enquanto a Havan ficou com os dois Arautos.

A segunda eliminação do confronto aconteceu apenas aos 17 minutos, quando Leonardo “Erasus” fez sozinho, às escuras, o terceiro dragão para a Rensga e foi eliminado na sequência.

Mas a Rensga logo respondeu com uma eliminação na rota do topo, aproveitando-se da ultimate global do Twisted Fate que Matheus “Blacky” trouxe para o jogo.

Os Cowboys, de objetivo em objetivo, começaram a controlar o jogo e, na primeira luta em equipe, garantiram diversas eliminações além da Alma das Nuvens.

Na sequência, triple kill de Thiago “Kiari”, ace para a equipe e caminho aberto para a execução do Barão, garantindo ampla vantagem no jogo.

A Rensga, após adquirir toda a vantagem, fez o trabalho de avanço das rotas e organização de visão na selva inimiga e no covil do dragão. A Havan, por sua vez, tentou surpreender os Cowboys em sua selva, mas levaram a pior e perderam quatro jogadores, o que abriu espaço para o avanço à base e o fim de jogo.

Com a vitória, a Rensga encostou na Team oNe, segunda colocada na tabela de classificação.

Jogos da 12º rodada do Circuito Desafiante

Hoje (14) teremos os confrontos da 12º Rodada e você pode assistir no canal oficial da Riot Games na Twitch. Os jogos começam a partir de 21h.

  • 21h – Havan Liberty x Falkol
  • 22h – Redemption Porto Alegre x Team oNe
  • 23h – Rensga Esports x RED Kalunga

League of Legends

Worlds 2020: INTZ se complica com a terceira derrota no mundial

Publicado

em

Por

No segundo dia do Worlds 2020, a equipe brasileira INTZ se mostrou apática e fez o seu pior jogo no mundial. Por outro lado, os turcos da SuperMassive apresentaram um jogo dominante desde o início da partida. Deste modo, foram apenas 27 minutos para a equipe turca sair com a vitória.

Confira alguns detalhes da partida.

Composições dos Times

intz-sup

A SuperMassive montou um equipe para “scaling” e a missão da INTZ era neutralizar essa estratégia no early game.

Nos primeiros minutos do jogo o topo da INTZ estava bem avançado e foi pego por um gank do jungle da equipe inimiga, mas a INTZ não deixou barato e logo cobrou um abate contra a Lulu do “Bolulu” na rota meio.

A INTZ conseguiu o primeiro dragão, como nas outras partidas, mas quando resolveram fazer o arauto, uma luta estourou no topo assim que o arauto foi morto e a SuperMassive saiu com a vantagem deixando três abates nas mãos do Shen o que iria dificultar muito a rota do “Tay” com se Renekton.

Na tentativa de cobrar o topo da SuperMassive, a equipe inteira da INTZ partiu para um dive, mas o topo “Armut” estava muito bem preparado. Após “Redbert” errar a iniciação com sua Leona o jogador inimigo conseguiu sair bem das habilidades da equipe brasileira e ainda conquistou mais dois abates.

Com um Shen gigantesco e um Hecarim extremamente forte a equipe da SuperMassive dominou os outros objetivos, fez todos os dragões e conquistou a alma da nuvem, derrotou o barão e com a vantagem de jogo partiu rumo a base da INTZ e acabou com a partida.

Veja os melhores momentos:

INTZ se complica no Mundial de League of Legends

Para sonhar com a permanência na competição a equipe brasileira depende de uma combinação de resultados e torcer para que os times não pontuem duas vitórias no grupo.

Nos jogos de ontem (25) a equipe brasileira conseguiu alguns bons momentos, bem diferente do que vimos hoje.

O jogador “Shini” comentou sobre a sensação de inferioridade que a equipe sente e que as derrotas deixam ele com vontade de chorar. A equipe está sendo extremamente cobrada nas redes sociais, por bons e maus torcedores.

O próximo jogo da INTZ será contra a Team Liquid na segunda-feira (28) às 07h.

Continuar lendo

League of Legends

Worlds 2020: Intz termina o primeiro dia com duas derrotas

Publicado

em

Por

Infelizmente o primeiro dia não foi dos melhores para Intz. Mesmo com bons desempenhos individuais a equipe não conseguiu vencer o time que é considerado o mais “fraco” do grupo a Legacy Esports.

A partida contra a Legacy foi quase um replay do primeiro jogo. Onde a Intz começou perdendo o early game ao deixar a equipe da oceania abrir vantagem em ouro e assim conseguir sua vitória.

Composições dos Times

picks-intz-legacy

A Intz montou uma composição de “scaling” e apostava no Vladimir do “Tay” e o Ezreal do “Micao”.

Mas, assim como no jogo anterior a equipe ficou muito atrás em ouro, mesmo fazendo boas lutas e conseguindo alguns abates.

O jungle “Shini” dominou os dragões e garantiu a alma para a Intz, mas cada movimento da equipe brasileira era muito punido pela Legacy. Em um momento ao perder prioridade do dragão o jogador topo da Legacy utilizou seu teletransporte e conseguiu abrir o inibidor da rota topo. Desta forma eles neutralizavam qualquer tentativa de voltar ao jogo da equipe da Intz.

Por fim, a equipe da Legacy conseguiu uma luta 4×4 já que foçou o “Tay” no topo contra a Camille, e sem o Vladimir a equipe da oceania conseguiu elimitar os 4 jogadores da Intz e garantir o dragão ancião e seguiram rumo ao barão.

Com os dois Buffs não mão a Legacy partiu em direção a base inimiga, destruiu todos os inibidores e o nexus da equipe brasileira.

Veja os melhores momentos:

Começo de jogo complicado

A equipe da Intz está tendo um começo de jogo muito difícil, os times estão conseguindo uma vantagem de ouro muito grande e isso está pesando bastante no decorrer do jogo. A equipe consegue lutar bem e mesmo na desvantagem de ouro, consegue vencer algumas lutas.

Agora é acertar esse early game porque ainda teremos mais dois jogos um contra a Papara SuperMassive amanhã (26) às 06h e na segunda-feira (28) enfrentaremos a Team Liquid as 07h pelo Mundial de League of Legends de 2020.

Continuar lendo

League of Legends

Worlds 2020: Intz estreia com derrota para Mad Lions no mundial

Publicado

em

Por

No jogo de abertura do mundial era de se esperar um pouco de nervosismo entre as equipes, mas com uma leitura mais apurada do jogo a Mad Lions conseguiu bater a Intz e abriu o mundial com uma grande vitória.

A Intz, por outro lado, fez sua parte e manteve a esperança de vitória durante o jogo, fez ótimas lutas, mas no fim acabou sendo derrotada. Agora vamos entender como a Mad Lions construiu sua vitória sobre a Intz.

Composição dos Times

picks-intz-mad

Intz possuía uma boa iniciação com “Micao” jogando de Ashe, “Tay” com seu Urgot e “Envy” de Tristana. E essa foi a jogada que eles sempre buscaram na hora das lutas.

A primeira grande jogada da partida foi na rota topo em um 2×2 entre “Tay” e “Shini” contra o Topo da Mad “Orome” e seu jungle “Shadow”. O abate parecia certo em cima do Jungle inimigo, mas “Tay” se confundiu e acabou utilizando um teletransporte na sentinela.

Depois do erro da equipe brasileira a Mad Lions volta ao topo e pune “Tay” e sai com o First Blood da partida.

Nesse momento o jogo começa ser dominado pela Mad, onde em todas as lanes exceto a Jungle, os jogadores da já estão com vantagens no Farm.

Após as lutas começarem a Intz saiu na vantagem, conseguiu alguns abates e se manteve na frente no placar de abates em boa parte do jogo, mas a vantagem de ouro ainda era da equipe da Mad Lions.

Depois de uma ótima luta onde a equipe da Intz conseguiu 2 abates na rota meio, a equipe da Mad Lions volta e cobra 2 abates da Intz e abre espaço para o barão que foi conquistado no limite, já que “Tay” fez uma ótima luta atrás do covil onde conseguiu duas eliminações.

Com barão em mãos a Mad Lions conseguiu abrir espaços no mapa e deixou o inibidor da rota meio exposto. A Intz buscou mais algumas lutas, mas a iniciação com “Micao” e “Tay” já não estava funcionando, assim a equipe europeia só administrou a vantagem até destruir o Nexus da equipe Brasileira.

Veja os melhores momentos:

Intz não decepcionou!

Mesmo saindo com a derrota a equipe brasileira mostrou que está preparada para os próximos desafios, fez ótimas jogadas e teve boas lutas, mas acabou perdendo nos detalhes.

A equipe enfrenta ainda hoje a Legacy Esports às 07 horas e pode garantir sua primeira vitória no Mundial de Lol 2020.

Continuar lendo

Trending

X